sexta-feira, 4 de julho de 2014

Daqui um ano...


Sinceramente, achei esse jogo muito fraco, exceto pelo gol inacreditável do David Luiz. No jogo passado eu me emocionei muito mais, mas cá entre nós, é inevitável não gostar daquele último suspiro quando apitam. A sensação de vitória é incrível de qualquer jeito. E ah, eu ganhei o bolão, AUHEUHANUAHUAHEUASDLFKVLSDJF.
E aí, gente?! Como vocês estão? Gostaram do novo layout? Ainda têm umas coisinhas pra concertar, mas eu gostei... E eu... Eu vou bem... e de castigo. Isso porque acordei tarde. Não tenho um controle disso, acho que a punição foi rígida demais...  Acho que mesmo quando eu finalmente alcançar meus vinte anos (como se isso significasse alguma coisa além do início da vida adulta) minha mãe ainda vai estar aplicando ordens e limites em mim. Coisa de mãe, né? sdfkçljsdf.... Ah, terminei de ler Convergente, e devo dizer que ainda estou em prantos. Enfim. Gostei muito do último texto do blog (se ainda não leu, leia. Me fará feliz, sabia?). Espero que seja recíproco :D. E obrigada pela quantidade de comentários!<3

Já vou logo avisando que a postagem de hoje é algo maçante, só para atualizar mesmo. Eu estava à fim de fazer algo para guardar, tipo pra eu ter como lembrar no futuro do que passo agora, e saiu isso. Escrevi uma carta pra mim mesma, a qual só posso ler depois de um ano. É legal fazer essas coisas porque você pode vê-las depois e lembrar do que queria na época, e quem sabe realizar as coisas que estão ali? Por que vocês não tentam fazer o mesmo? Sei que a dica parece inútil, mas vale à pena.

Escreva sobre o que sente sobre sua aparência. Sobre a profissão que deseja exercer e se está feliz com os estudos/trabalho. Quem sabe daqui um ano você não muda de opinião? Descreva até seu gosto musical, se preferir. Sua sorte - ou azar - no amor. Faça perguntas, às quais você só poderá responder depois do prazo certo. Eu recomendo que você seja bem intenso, no meu caso, escrevi quatro páginas inteiras. Depois, é só guardar em um envelope, e esperar o tempo certo.

Atire a primeira pedra quem não sonhou com um final diferente e se surpreendeu no final. Independentemente se for do lado bom ou ruim. 

4 comentários:

  1. Eu assisti o jogo com alguns amigos, e quando isso acontece, rimos o jogo todo e só vemos o gol mesmo.
    Tem um site (que eu esqueci qual) onde você pode escrever uma carta para si mesmo, escolhe a data, e nessa data chega ao teu e-mail. Eu gostei da ideia e escrevi a minha.
    Realmente, a nossa própria historia tem sempre um final surpreendente ><

    Ladrão de Borboletas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Não sabia desse site e_e.
      Sim, do lado bom e ruim, eu acho. kfdlmsdf
      Obrigada pelo comentário

      Excluir
  2. Eu já li Convergente e chorei muito ;-; Essa trilogia é vida <3
    Um dia fiz uma carta com tudo que eu estava sentindo no momento, com todas os meus gostos, com fotos minhas, tudo. Falei de todas as coisas que eu sentia e tals. Mandei tudo pro meu antigo email. Nessa semana li o mesmo email e ri muito. Me sinto tão mudada. Vou fazer novamente, com o que eu espero pra mim daqui a alguns anos. Aposto que vou rir ahsaushaushau >.<

    cursed-sword.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho, cara!
      Eu nunca havia feito isso! Mas rio com frases antigas minhas, hoje mesmo entrei no meu orkut e, sabe quando você pensa: não pode ser eu que escrevi isso? Ent~ççao LKJDFLÇSFDJ
      Faça mesmo, moça!

      Excluir

©